Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Inês3D

Inês3D nasce da necessidade de escrever, de partilhar momentos, emoções, dicas, pensamentos... acerca de mim, da minha família e daquilo que considero relevante os outros saberem. Sem nunca ser demais, sem ser de menos...

Inês3D

Inês3D nasce da necessidade de escrever, de partilhar momentos, emoções, dicas, pensamentos... acerca de mim, da minha família e daquilo que considero relevante os outros saberem. Sem nunca ser demais, sem ser de menos...

03
Jan17

Pequeno Ser

images.jpeg

 

Hoje acordei com uma "pequena" grande notícia. Nasceu a minha querida sobrinha "M" dos meus queridos e especiais amigos Ana e João. Parabéns meus queridos Amigos, adoro-vos de coração.

Durante o dia fui sabendo sobre a princesa e como os pais se estavam a aguentar e questionei se poderia ir conhecer a baby "M" ao final do dia. A resposta foi sim. 

Saí da avenida, apanhei o metro até ao Colégio Militar e dirigi-me ao Hospital da Luz. Lugar onde nos últimos meses me tocou o coração. Subi e fui conhecer a M. É impossível não nos perdermos de amores por um recém-nascido. Pela sua fragilidade, doçura, cheiro e impotência. Quando a vi fez-me lembrar os meus filhos, quando recém-nascidos e claro a minha Mãe. Não existe elo mais forte do que Mãe e filho.

Ver a Ana, o João e a baby "M", fez-me tão feliz, tão preenchida, tão grata. Por mim. Por eles e pela "M" que tem uma família linda que eu adoro. Nesse momento, de adoração, agradeci a Deus por este milagre que é o de ser Pai e Mãe e ter aquele pequeno ser tão enorme de coragem e tão pequeno de fragilidade.

De imediato, questionei-me como é aquele ser que durante nove meses, viveu protegido, alimentado, tão seguro na barriga da mamã consegue ter força para o impacto brutal que é um nascimento. O momento do parto. Não vou falar de nós mulheres, mas sim apenas do bebé e da coragem que tem para nascer. O momento do preparativo do parto, e o parto em si, é uma montanha russa de adrenalina. Veja-se, o rompimento das águas, em que o bebé passa a ter menos água para se mexer, a temperatura altera-se e não percebe certamente o que se passa. As contrações, o momento em que o bébé sente a mãe a tantar superar as dores para o momento que daí advém. E o momento da saída... de repente dum mundo aquático, protegido, zen, à temperatura ideal, com um único cheiro, a ouvir os sons ambiente mas ao longe... o bebé sai cá para fora. A primeira pessoa que vê é o obstetra ou nem isso e deve certamente sentir frio, medo, insegurança e sente-se sózinho. Até que o momento acontece. O recém-nascido é colocado no colo da Mamã para sentir o seu cheiro, para a ver nos olhos, para a tocar, sentir, cheirar e pela primeira vez chegar ao peito para mamar. Tudo pela primeira vez. É uma prova extraordinária que os bebés ultrapassam. Sem dúvida a primeira, de muitas, mas também uma das maiores provas de superação de toda a sua vida.

Todos nós passámos por isto, por esta árdua tarefa de nascer. Somos uns valentes!

 

Fui recuperar um post breve que tinha escrito no ano em que o Diogo nasceu, que podia ser escrito certamente daqui a quatro dias.

4 de setembro de 2015

1 semana de Diogo!!!
Hoje o Diogo faz uma semana que nasceu. Que chegou a este mundo... Mundo esse em que eu ainda acredito, tenho fé, que vai mudar, e que os homens se vão harmonizar. Vivemos momentos terríveis e assistimos todos os dias às notícias que nos chegam sobre os refugiados da Síria e de outros sítios do mundo... Há que ter fé e acreditar!! 
Mas o Diogo não tem culpa desta atrocidade. É um menino, um bebé inocente que acredito ter muito força, coragem e determinação para viver com a paz no coração. 
Tudo mudou nesta semana. Os hábitos, rotinas, horas de sono, refeições... Mas estamos felizes. Muito felizes. Os manos Dinis e Duarte enchem o Diogo de mimos, beijos, perguntam por ele. E não há sinais de ciúmes!!! Como o Carlitos diz: são miúdos bem resolvidos!!! 😀😉. Nunca sonhei ter família numerosa mas estou a amar, a delirar, a curtir e a ver que casa cheia faz as delícias de todos!!!!

 

Hoje também fui testemunha duma alegria enorme e comovente duma grande e querida amiga, que me partilhou fotos do momento em que um casal amigo foi buscar a filha que tinham escolhido para passar o resto da vida. A eles dou os meus parabéns e sentido respeito pela sua atitude e que sejam muito felizes junto da sua Princesa. 

 

 

1 comentário

Comentar post